Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2013

Amar

Enquanto da minha caneta

Brotar a leve tinta

E a folha a aceitar,

Eu te irei escrever

Pois sempre te vou amar

 

Enquanto o rio correr

E eu o puder seguir

Tentarei a ti alcançar,

Não poderei desistir

Pois sempre te vou amar

 

Enquanto te ouvir chamar

E teu coração consentir

Tentarei sempre te agradar

Com o esforço que se exigir

Pois sempre te vou amar

 

Enquanto existires

Eu não me vou perder

Haverá sempre algo para me guiar

E tu terás a minha presença

Pois sempre te vou amar

 

Enquanto aquele arco sagrado

Em mim continuar a atirar

Não vou resistir a esta sina,

Vou aceitar minha sentença

Pois é meu dever te amar

 

E em troca só te rogo:

Quando meu coração fores despedaçar

Que me guardes os pedaços

Para que novamente cega

Me entregue a outro amar

 

by The Dreaming Me

publicado por The Dreaming Me às 00:05
link | deixar pensamento | ver pensamentos (3) | favorito
Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2013

Rain Over Me - Pt.1

Pronto, tinha começado a chover. Era a última coisa que podia acontecer para arruinar ainda mais aquele dia, que tinha começado perfeito. Perfeitamente imperfeito, diriam alguns. E esses teriam razão. Já seria de prever o desastre em que esse dia se tornaria mal ela se levantasse da cama, de onde tudo lhe indicava que não devia sair. Mas ela saiu. E nada o pôde evitar. E agora permanecia debaixo da chuva, à espera da noite e do fim daquele dia.
Quando finalmente chegou àquela passadeira, que lhe trazia a lembrança de estar quase a chegar ao destino, começara a chover para voltar a retirar aquele sorriso belo como uma investida feroz.
Tinha sido assim o dia todo! Só tristezas e chapadas da vida, o dia todo. E por mais ajuda que oferecessem, por mais apoio que disponibilizassem, nada poderia melhorar o dia nem manter um sorriso naquele rosto por mais de míseras milésimas de segundo.
E agora os carros passavam apressadamente, fazendo voar água, sem misericórdia, contra a roupa que ela tinha vestido. Sim, era o Dia Oficial da Desgraça, apesar de raramente os seus dias não o serem. “Mas há alguma coisa no raio deste dia, na porra deste Mundo, que me possa correr bem?” perguntou ela de si para consigo. Nem tinha feito nada de mal para merecer o quanto tinha sofrido. Pelo menos a chuva lavava-lhe as lágrimas que não queria que ninguém visse.
Parece que alguém ouviu a sua pergunta em algum lugar, pois a chuva não aumentou de intensidade e o carro que passava a uma velocidade sinceramente irresponsável teve a decencia de parar e permitir que ela atravessa-se a rua.
Ela estranhou. Tinha sempre de esperar uma eternidade para poder passar, o que lhe tinha causado um atraso nessa manhã. E na anterior também. Já que aquele dia estava a ser tão estranho e diferente, ela decidiu que iria fazer algo que nunca fazia. Decidiu olhar corajosamente para o condutor, levantando a cabeça na direcção da frente do carro. O objetivo nem era agradecer por ter parado, nem verificar sequer quem seria o condutor. Fê-lo meramente como uma quebra na rotina.
Começou, então, a dar uns passos pela passadeira, mas congelou. Congelou no meio da estrada, mesmo há frente do carro, esquecendo a chuva, o frio, esquecendo a vida e a desgraça, que é hábito já há muito. Ficou simplesmente ali.

publicado por The Dreaming Me às 17:50
link | deixar pensamento | ver pensamentos (2) | favorito
Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2013

Sombra

Estou aqui sentada,

Tu passas a correr.

Não me dizes nada,

Porque está a chover.

 

Entras no teu carro,

Partes rumo a casa.

Eu permaneço parada,

Pela chuva lavada.

 

Não tenho onde ir,

Tenho a escuridão para me acompanhar.

As ruas estão vazias,

Mas é este o meu lugar.

 

Não me escondo,

Mas sou invisível

Devo ser uma sombra,

É o mais credível.

 

Choro, mas alguém vê?

Grito, mas alguém vem?

Anda o mundo a correr

E eu não sou ninguém...

 

by The Dreaming Me


publicado por The Dreaming Me às 17:28
link | deixar pensamento | ver pensamentos (3) | favorito

.bem-vindos

Aqui os meus pensamentos tentam descansar em palavras. Aqui descansa uma parte de mim.

.sobre mim

.links

Poemas
Histórias
Fotografias
Outros

.posts recentes

. Sonhos

. ...

.

.

. Apoio

. Voz

.pesquisar

 

.arquivos

. Janeiro 2014

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

Em destaque no SAPO Blogs
pub